Blog

28 De março de 2018

Nenhum comentário


Livro de Deivison Pedroza: Auditoria Conformidade Legal

Foto: Autores e Advogados do Grupo Verde Ghaia (Gestão Ambiental)

Deivison Pedroza, Pioneiro em Gestão Ambiental no Brasil, acaba de lançar mais um livro de sua autoria com a parceria de mais duas colaboradoras da área jurídica da Verde Ghaia:Raquel Varoni e Danielle Reis. Antes de mais nada, e obra foi publicada pela Editora Lumen Juris, cuja linha editorial é voltada à assuntos jurídicos de alta qualidade. Possui filiais em várias partes do Brasil, levando conteúdo sério e de reconhecimento nacional em obras de Direito.

Auditoria de Conformidade Legal: Compliance na prática

O Livro Auditoria de Conformidade Legal: Compliance ambiental na prática é um exemplar com temática ambiental.  Além de especificar algumas nuances do Direito Ambiental,o objetivo é esclarecer na prática, a importância da Auditoria da Conformidade Legal. Contextualizando sua prática como uma ferramenta do Sistema de Gestão Ambiental e de minimização de risco.

Propósito da Obra

Com o propósito de escrever sobre o assunto, a Auditoria de Conformidade Legal (ACL) foi abordada como ferramenta em potencial. Em resumo, é possível identificar as normas que devem ser obedecidas pelas organizações brasileiras. O objetivo final é de auxiliar as empresas à operarem suas atividades. Visiona-se causar o mínimo de impactos ambientais negativos. Consequentemente, certificarem-se no Sistema de Gestão Ambiental, evitando possíveis penalizações na esfera ambiental.

Assim sendo, com experiência em temática ambiental, a VERDE GHAIA tem certeza de que as críticas a respeito de “Pressões Ambientais sobre as Empresas” são partes importantes. E que devem ser abordadas nesse livro, para contextualização da ACL na prática. Preparamos um capítulo em especial“Pressões Ambientais sobre as Empresas”, para essa discussão.

O que desejamos alcançar com essa Obra

A proposta dessa obra é levar o leitor a reflexão de como as questões relativas ao meio ambiente elevou o direito à qualidade ambiental à categoria de direito de terceira geração.

Willian Freire, Deivison Pedroza e Danielle Reis

Compreendendo assim, os benefícios efetivos classificados para a proteção do ambiente. A crítica de Willian Freire, explicita bem,

“A grande contribuição que esta elevação de patamar pode trazer para a questão ambiental é ampliar a cobrança e a fiscalização para além do setor produtivo. Assim, é possível impor obrigações para todos os envolvidos: (sociedade, Poder Executivo, Poder Judiciário, Poder Legislativo, Ministério Público, ONGs).

A ineficiência administrativa, a irresponsabilidade orçamentária e a leviandade política refletem na ausência de política ambiental, na deficiência regulatória, na falta de estrutura dos órgãos ambientais. Assim como, nos índices ridículos de saneamento básico, nos cursos d’água transformados em esgotos pelos Municípios, que passam a ser percebidos como preponderantes causadores diretos da desordem ambiental do país. (…) Se não houver mudanças de paradigmas de comportamento e de consumo, não há como salvar o Planeta Terra.”

Esse é o momento de reelaborarmos a forma de ver, pensar, realizar as nossas atividades enquanto empresário, consumidor e cidadão.

Informações:

O lançamento dessa obra acontecerá em breve. Adquira seu exemplar em um dos links abaixo:


Deixe seu comentário


Clientes