Blog

18 De junho de 2018

Nenhum comentário


O que você vai ser quando Crescer?

O que você vai ser quando crescer? Todos me faziam essa pergunta. E eu na minha ingenuidade de criança, acreditava que cada sonho se tornaria realidade quando eu ficasse mais velho. Obviamente, eu me tornei adolescente e meus sonhos ainda não haviam sido realizados.

Mas, um momento? Realizado? Eu usada erroneamente o termo. Não havia fada madrinha, padrinhos mágicos, gênio da lâmpada. Era EU, QUEM deveria ir em busca de meus sonhos. E assim, descobri que o termo correto seria CONCRETIZAR.

Entendendo seus significados

Embora os dois verbos possam ser empregados com o mesmo significado de  “colocar em prática; fazer com que seja desenvolvido”.  A forma como nosso cérebro interpreta é outro. Realizar é como se fosse algo distante, limitante, que precisasse de algo maior que o nosso próprio esforço para se tornar real. Enquanto que o verbo Concretizar nos faz entender que somos nós os responsáveis pela condução e escolhas que a vida nos apresenta. Entendemos como tornar o abstrato em algo concreto.

A Origem dos Sonhos

Ainda criança tomei a decisão mais importante de minha vida: “transformar a minha realidade e fazer a diferença no mundo”. Pode parecer bobagem, devaneio de criança, mas diante da minha condição de vida, ela foi realmente transformadora, um passo primordial para quem sou hoje.

Olhando para o passado, tenho a certeza que, mesmo ainda menino, tomei a decisão baseada nos aprendizados que já tinha a partir do meu ciclo de relacionamentos e da minha realidade. Filho de assalariado e dona de casa. Cinco irmãos. Aluno de escola pública. Sem recursos e com possibilidades limitadas pela falta de dinheiro. Passei a minha infância sem saber o que era um uniforme novo, uma mochila comprada em loja, quem dirá um brinquedo. No entanto, nada disso me impediu de concretizar meus sonhos. Eles não estavam tão distantes de mim. Eu precisava começar, dar o primeiro passo.

O Ensinamento: meus pais

A vida me dava todos os motivos possíveis para me conformar com a dura realidade e dar “graças a Deus” pelo pão de cada dia que, diga-se de passagem, não era tão farto assim para ser dividido para oito pessoas. Contudo, em meus pais presenciei exemplos de dedicação e superação incríveis. Diante do cenário pessimista, eles nunca se abateram e sempre me motivaram a querer ir muito além. Foi com eles que aprendi a não me conformar com o destino.

Ainda em casa aprendi com os meus irmãos a dar valor ao companheirismo e ao trabalho. Com eles, iniciei cedo a batalha para conquistar o que eu queria. Primeiro uma bicicleta. Logo em seguida, uma escola estadual, melhor. Adquirir conhecimento. Comprar um carro. Trabalhar em uma empresa multinacional. Ser consultor. Viajar pelo mundo. Ter a minha própria empresa. Formar a minha família. Tornar-me um empreendedor de sucesso. Valorizo cada esforço meu, percebo que a minha resiliência é meu maior aliado.

Onde encontrei o meu alicerce

E quando pensava que já era o suficiente, encontrei na minha atual esposa e em meus dois filhos a cumplicidade e a energia que precisava para buscar novos sonhos, para aprender a cada dia e continuamente me desenvolver como ser humano. Portanto, foi em minha família que encontrei os pilares para as caminhadas da vida e, também, a força para não desanimar ou desistir diante dos desafios do percurso. Foi com eles que adquiri os valores essenciais para construir relacionamentos baseados no respeito, na transparência, na empatia e no perdão. Eles foram e ainda são a minha base.

O aprendizado que tenho a partir dessa experiência é que as adversidades da vida podem ser tornar menores ou um pouco menos complicadas se pudermos contar com o amparo de pessoas que nos querem bem, sejam elas familiares, amigos, companheiros ou conhecidos.

A Jornada é contínua

Obviamente isso não nos exime da responsabilidade da tomada de decisão, de assumir as rédeas de nossas vidas. Mas, ter uma referência, um apoio, um suporte, um conselho, uma crítica construtiva é sempre uma força a mais para alcançarmos os nossos sonhos.

Por isso, busque estar próximo e valorizar quem realmente possa lhe encorajar, lhe ajudar, lhe oferecer exemplos. Em sua jornada, construa ciclo de relacionamentos em que possam ser compartilhados bons sentimentos, otimismo, positividade. Em que todos estejam dispostos a crescer juntos e vibrar com a realização dos sonhos uns dos outros.


Deixe seu comentário


Clientes